Amanheceu!

Publicado: julho 1, 2010 em Uncategorized

Amanheceu!

Foi menos de um minuto. Foi agorinha.  E foi um pedaço da eternidade.

Eu desistira de dormir, desde antes da seis lutando para reencontrar o sono roubado : pelo alarme para dar o rémédio ao filho pequeno, pela semana difícil, pelas memórias do sofrimento de amigos, pelos problemas sem saída, pelas perguntas sem resposta, pelas acusações do tentador, pela culpa falsa e pela culpa real, pelo inconsciente que teima em ser tão consciente das incongruências da humanidade.
Desisti. Lembrei da agenda exigente e apertada de hoje, da lista de tarefas que exige sempre o melhor, da cobrança que todo pastor faz a si mesmo – se é , de fato, pastor, não parasita do sistema ou manipulador das necessidades e neuroses religiosas alheias, um farsante, é claro. Lembrei, enquanto o silêncio da casa entregue ao sono me convidada a tentar mais 30 minutos. “Não. Chega. Vou levantar e fazer o que deve ser feito: orar, tomar café, cuidar já o urgente, dar atenção ao importante … ” Aí notei aquela luz maravilhosa pela janela da cozinha: amanheceu. Que luz era aquela! O irresistível desejo de transcendência nos abraça, risonho e sempre – basta acolhê-lo.
Fui para o hall discreto do meu andar e estiquei o pescoço em direção ao único ponto que se pode contempla o nascer do sol , devido a posição do meu prédio. Lá estva ela , a  Manhã, vestida de um amarelo místico e tão sedutor que me cegava. Por menos de um minuto, eu repito, tudo parou, a vida e suas demandas, seus prazeres e pesares, seu júbilo e depressão, suas festas e funerais, seus partos e partidas,  nesse ciclo de montanha e desertos que nos atordoa tantas vezes de estupefato gozo ou medo, a vida ficou suspensa – por uma fração de segundos. Estava frio, mas algo acendeu dentro de mim. Estava desconfortável ( lembra da posição, esticado do cantinho da janela do hall? ), mas me senti acolhido. Sim, abraçou-me uma esperança maravilhosa. Deus me visitou. Me senti a “criança que acaba de mamar ” do Salmo 131. Em paz.

Enquanto entrava em casa novamente, lembrei-me da Escritura que nos alimenta a fé: ” Disto me recordarei na minha mente; por isso esperarei. As misericórdias do SENHOR são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade. A minha porção é o SENHOR, diz a minha alma; portanto esperarei nele. ” ( Lamentações 3. 21-24 )

A palavra que o profeta Jeremias usou aqui e que traduzimos manhã , me diz meus livros de exegese, é בּקר ( bôqer ) . Não se trata da manhã, pedaço das 6 e pouca até o meio-dia. É o tomper da luz do dia, o nascer do sol, o expledor luminoso da alvorada – o amanhecer. Coisa linda – e efêmera, assim como uma pequena oração, um gesto de tênue fé. Milagre.

Haja a noite que houver, o dia amanhece, campeão . Isso não é maravilhoso ? Um pequeno  e tão desprezado milagre…. O ciclo se repete sem parar –  literalmente –  Graças a Deus ! É maior do que todos nós, não depende de nós , acontece à nossa revelia : amanhece. O dia é uma Graça – em todos os sentidos da expressão, tanto o estético, quanto o místico. As trevas e o silêncio da madrugada são sempre derrotados pela invencível força da luz do dia.” Assim também minha angustia, Senhor, seja tragada pela luz da sua misericórdia ! “

Gerson Borges Martins, 1o de Julho de 2010.


Anúncios
comentários
  1. ev disse:

    Lindo isso Gerson. Deus sabe como nos agradar, nao é?!

    Há dias

    Há dias em que Deus me agrada com um raio de sol, que aparece repentinamente detrás de uma nuvem escura,

    Há dias que Ele me agrada com um pardal caçando insetos na minha frente,

    Há dias que o Eterno me agrada com o sorriso de uma criança que nem conheço,

    Há dias que me faz feliz com a chuva que cai deixando o chão espelhado refletindo as luzes das ruas,

    Há dias…

    E todos os dias Ele me agrada com o amor da minha amada.

    Evandro L! Melo

    • nordestinamente disse:

      Querido amigo, tem dias que ele me agrada com mensagens de amigos que, percebo, entendem minha alma … Como vc!
      Muito obrigado. Me emocionei . De novo.

      • E “…Ele visita, Maravilhoso, meu coração!” belas poesias saem de corações belos. Corações belos não o são por si só, mas pela beleza do Senhor no interior do novo homem, criado e recriado, nascido e renascido de Deus.
        Paz e bênçãos, Gerson!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s