Os últimos serão os primeiros…que absurdo!

Publicado: agosto 19, 2009 em Uncategorized

” Vindo, então, os primeiros, pensaram que haviam de receber mais; mas do mesmo modo receberam um denário cada um. E ao recebê-lo, murmuravam contra o proprietário, dizendo: Estes últimos trabalharam somente uma hora, e os igualastes a nós, que suportamos a fadiga do dia inteiro e o forte calor.  Mas ele, respondendo, disse a um deles: Amigo, não te faço injustiça; não ajustaste comigo um denário?  Toma o que é teu, e vai-te; eu quero dar a este último tanto como a ti.  Não me é lícito fazer o que quero do que é meu? Ou é mau o teu olho porque eu sou bom?
Assim os últimos serão primeiros, e os primeiros serão últimos. “

Sempre tive dificuldades com essa parábola, ” Os trabalhadores da vinha “( Mt 20.1-16 ). Meu sentimento era próximo ao do pessoal que começou a trabalhar mais cedo e recebeu pagamento igual do patrão. Eles e meus amigos mais à Esquerda devem ter raiva dessa narrativa: injustiça, desigualdade,  queixa. Os últimos a pegar no batente se tornaram os primeiros a receber. Coisa doida!

Mas trata-se de uma verdade formidável e revolucionária: a Graça de Deus é injusta! A Graça de Deus subverte as regras da retribuição. Deus usa sua Graça Generosa como lhe dá na cabeça e no coração. Num mundo onde nada é de graça, onde tudo tem um preço, onde custo e benefício, causa e efeito, regras e procedimentos , investimento e lucro dão o tom da existência cotidiana, saber que ” Os últimos podem ser os primeiros ” ainda causa espanto. Os líderes religiosos ferveram de raiva. Entenderam o recado. Mas não se dobraram.

Deus tem o direito de fazer o que quizer com sua Graça Salvadora e Suficiente. Ainda bem.

ORAÇÃO: Deus de Toda Graça, Deus de amor, ainda bem que não trabalhas com mérito…eu não mereço nada. Sou  ” um verme, não homem “( Salmista Davi ). Minha justiça é ” um trapo roto de imundície ” ( Profeta Isaías ). Sou pó. Cinza. Nada. Ainda bem que contigo a coisa tem outra lógica, outro padrão, segue outro caminho , o da Graça, inexplicável, indescritível, insubordinável às regras mesquinhas, tacanhas e pequenas da lógica humana. Que lógica? Que minha lógica seja esmagada pelo rolo compressor da Graça, que esfarela a religião inútil e desintegra a altivez cega . Misericórdia, ó Pai, misericórdia! Amém.

capanordpq

Anúncios
comentários
  1. evandro disse:

    GB penso nesse texto tbm qdo relembro a morte de Jesus na cruz e a salvação do ladrão da cruz ao lado. Ele teve uma vida inteira de pecados e foi salvo no último suspiro de vida. O mais triste neste texto nem é a contextualizacao com nosso mundo cotidiano, de trabalho, açao e reação etc,… acho mais triste qdo nós crentes em Jesus discutimos esse tipo de coisa nos queixando de nós vivermos tanto tempo nos caminhos de Deus e uma pessoa que só “curtiu” a vida é salva no leito de morte. Parece que invejamos a vida de pecados e que andar no caminho reto (e espinhoso) é um castigo.

    abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s